quarta-feira, 29 de julho de 2015

Operação do MP Afasta Prefeito de Umarizal e Apura Fraude e Desvio de Dinheiro

Resultado de imagem para afastadoUma operação deflagrada pelo Ministério Público do RN na manhã desta quarta-feira (29) culminou com o afastamento do cargo de prefeito Carlindson Onofre Pereira de Melo, chefe do Executivo em Umarizal, na região Oeste do Rio Grande do Norte. De acordo com o Ministério Público, a Operação Negociata busca desarticular uma suposta quadrilha formada com o intuito de fraudar e desviar dinheiro através de um convênio entre a Prefeitura do município e o Banco Gerador S.A, que tinha por objetivo a concessão de empréstimos consignados e financiamentos aos servidores ativos e inativos.

Os trabalhos tiveram apoio da Procuradoria Geral de Justiça, Promotoria de Justiça da Comarca de Umarizal, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), e do Grupo de Atuação Regional de Defesa do Patrimônio Público (GARPP), além da Polícia Civil.

Ao todo, 17 promotores de Justiça, delegados e agentes da Polícia Civil cumpriram seis mandados de prisão, três de condução coercitiva e 15 de busca de apreensão, além do mandado de afastamento do prefeito. Os mandados foram expedidos pelo Tribunal de Justiça e pelo Juízo da Comarca de Umarizal,  sendo cumpridos também nas cidades de Martins, Natal e Parnamirim.

Segundo o MP/RN, foram liberados nas contas dos envolvidos na investigação um valor de R$ 1.571.792,33, através de 109 empréstimos consignados e financiamentos. O saldo devedor dos débitos, atualizado até 2014, já chega aos R$ 2.043.625,34, com a dívida ficando sob responsabilidade da Prefeitura.

Ainda de acordo com Ministério Público, dos 109 empréstimos, 98 foram concedidos a pessoas que não fazem parte do quadro de servidores públicos de Umarizal. Os empréstimos tiveram início em meados de 2010 e teriam prosseguido até 2013. O órgão informou ainda que os membros da suposta quadrilha fraudavam contracheques e, após o depósito do dinheiro nas contas dos beneficiários por parte do banco, sacavam e transferiam o montante em benefício do grupo criminoso, visando financiar a campanha eleitoral de Carlindson Onofre.

0 comentários:

Postar um comentário

OS COMENTÁRIOS SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR.

REGRAS PARA FAZER COMENTÁRIOS:
Se registrar e ser membro do Blog; Se identificar (não ser anônimo); Respeitar o outro; Não Conter insultos, agressões, ofensas e baixarias; A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica; Buscar através do seu comentário melhorias para nossa cidade.

A BOCA FALA AQUILO QUE O CORAÇÃO ESTÁ CHEIO. E O NOSSO ESTÁ CHEIO DE AMOR! JUNTOS SOMOS MAIS.