terça-feira, 15 de setembro de 2015

Canguaretama: PELOS CAMINHOS COLONIAIS

Sinais de uma época distante ainda estão espalhados pelo interior potiguar, bem preservados, e prontos para serem vistos. A Pé na Estrada Trilhas promoveu a viagem ao passado neste domingo, um roteiro por vários pontos da história colonial do Rio Grande do Norte. Engenhos, igrejas e outros prédios antigos contam momentos que vão dos séculos XVII ao XIX, e exibem as possibilidades do turismo histórico e rural praticado no Estado. 

Engenhos, igrejas e outros prédios  antigos, de séculos XVII ao XIX, são o roteiro da nova edição do Pé na TrilhaEngenhos, igrejas e outros prédios antigos, de séculos XVII ao XIX, são o roteiro da nova edição do Pé na Trilha

O passeio contempla visitas ao Engenho Ferreiro Torto (Macaíba), Engenho Cunhaú (Canguaretama) e Engenho Bom Jardim (Goianinha), e ainda a monumentos históricos do município de Vila Flor, que teve origem no século XVI, quando ali foi implantada a aldeia de Gramació, e ainda conta com a bela casa de câmera e cadeia, construída no século XVIII.

A rota inclui um autêntico café regional/colonial na casa-grande do Engenho Bom Jardim, do início do século XIX. O local, onde em 1928 o modernista Mário de Andrade se hospedou por dez dias e conheceu o coquista Chico Antônio, um dos empregados da fazenda, transformou-se em um dos principais atrativos do turismo cultural e histórico do RN. O mobiliário reúne peças que pertenceram a diferentes gerações de moradores, entre cristaleiras, escrivaninhas, mesa, espreguiçadeira, camas, espelho, oratório, piano, e cuspideiras. 
 
 
#Fonte: Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário

OS COMENTÁRIOS SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR.

REGRAS PARA FAZER COMENTÁRIOS:
Se registrar e ser membro do Blog; Se identificar (não ser anônimo); Respeitar o outro; Não Conter insultos, agressões, ofensas e baixarias; A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica; Buscar através do seu comentário melhorias para nossa cidade.

A BOCA FALA AQUILO QUE O CORAÇÃO ESTÁ CHEIO. E O NOSSO ESTÁ CHEIO DE AMOR! JUNTOS SOMOS MAIS.