PESQUISA: Saúde e Segurança têm Pior Nota de Serviços no RN

Resultado de imagem para Saúde e Segurança têm Pior Nota em Pesquisa de Serviços no RNOs serviços de saúde e segurança pública receberam a pior avaliação em pesquisa de opinião pública feita pela Consult para a Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern), com uma “análise dos serviços públicos no Rio Grande do Norte”. Na sondagem, a segurança pública, recebeu 3,4 pontos de média; e saúde, a mais baixa avaliação, com 3,1 numa escala com notas de satisfação que variaram de 0 a 10.

A coleta de lixo foi o serviço com a média mais alta, atingindo 7,1 pontos. Em seguida, ficaram iluminação de ruas e praças, com nota média 5,8; limpeza de ruas e calçadas, média de 5,7; e serviço d´água, com 5,3. Alguns serviços tiveram notas abaixo de cinco pontos: escolas públicas (4,7), transporte público (4,5), serviço de esgoto (4,2), gestão de trânsito na cidade (3,8).

A pesquisa também aplicou alguns questionários a partir dos quais é possível identificar como a população classifica a atuação de algumas instituições. As religiões ficaram em primeiro lugar. Dos entrevistados 73,8% afirmaram que confiam nas religiões, enquanto 23,5% não confiam e 2,7% não sabem. Os partidos políticos têm o mais baixo percentual de credibilidade, uma vez que apenas 5,5% dos entrevistados afirmaram que confiam nessas instituições e 92,1% confiam (2,4% não sabem).

O Congresso Nacional tem a confiança de 11,8% dos norte-rio-grandenses, enquanto 83,6% afirmam que não confiam na Câmara dos Deputados e no Senado. Neste item, 4,6% não responderam. As Forças Armadas têm um expressivo percentual de credibilidade (60,9% confiam, 32,9% não confiam e 6,3% não sabem). O Ministério Público aparece os índices próximos: 41,9% confiam e 48,2% não confiam (9,9% não sabem).

O trabalho da Polícia Militar é avaliado como regular por 38,4%. Há ainda os que avaliam o trabalho da PM como bom (19,9%), ruim (19,3%), péssimo (14,8%) e ótimo (1,5%). Responderam “não sabe” 6,1%. O percentual mais expressivo do que classificam como péssimo do trabalho da PM está na região Litoral Norte/Mato Grande, onde essa avaliação foi feita por 28,2%. Na região do Seridó, a atuação dos policiais militares teve 34% de bom, o índice mais expressivo do Estado.