Liga Sul-Minas-Rio Terá Competição Já em 2016

O prazo foi bastante além das 48 horas prometidas na quinta-feira da semana passada, mas, hoje, o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, enfim deu seu aval para a criação da Liga Sul-Minas-Rio. Ele recebeu Alexandre Kalil, CEO da nova liga, pela manhã e disse novamente que "abraça a ideia", colocando a estrutura da CBF à disposição

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Marco Polo Del Nero abriu espaço para a LigaO presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Marco Polo Del Nero abriu espaço para a Liga

Os integrantes da liga vinham garantindo que a competição entre os clubes sairia no próximo ano com ou sem aval da CBF. A entidade não quis pagar para ver e acatou o torneio - mas aproveitará para levá-lo de alguma forma para debaixo de seu guarda-chuva.

A intenção da Liga Sul-Minas-Rio é a de que a competição de 2016 seja de tiro curto em função de problemas de calendário. É provável que o torneio seja disputado em apenas cinco datas. Neste caso, os 12 times participantes seriam divididos em grupos de quatro integrantes e os primeiros colocados, além do melhor segundo, avançariam para as semifinais. Assim como a decisão, elas seriam disputadas em jogo único.

“Achamos que (a Primeira Liga) vai enriquecer as federações também, vai valorizar os campeonatos estaduais. Não queremos acabar com os Estaduais", destacou Kalil em entrevista a Espn.

Flamengo, Fluminense, Coritiba, Atlético-PR, Cruzeiro, Atlético-MG, Internacional, Grêmio, Figueirense e Avaí já estão confirmados na competição. Os outros dois integrantes serão definidos entre Chapecoense, Criciúma, Joinville, Paraná e América-MG, que também integram a liga.