quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Canguaretama: MUNICÍPIO ESTÁ ENTRE OS TRÊS QUE MAIS AVANÇARAM NO CONSUMO NO RN

Resultado de imagem para canguaretama feira livreNo momento em que mercado calcula o impacto da economia desaquecida, um estudo aponta que há oportunidades de negócios no interior do Estado. É lá que o potencial de consumo do potiguar cresce nos últimos cinco anos, com destaque para Mossoró. Até o final do ano, a estimativa é que R$ 22,2 bilhões terão circulado na economia de 156 municípios - um acréscimo de R$ 3,2 bilhões no bolso da população que mora no interior, entre 2010 e 2015

Os dados são de um estudo divulgado ontem pela IPC Marketing, e divulgados pela Tribuna do Norte, que mostra que o consumo se expande rumo ao interior em todos os estados brasileiros. No Rio Grande do Norte, a participação dos municípios do interior subiu de 39,9% em 2005 para 45,0% este ano.

No ranking referente ao período 2010-2015, os municípios do interior que mais avançaram foram Mossoró, cuja previsão de consumo anual é de R$ 322,2 milhões; Nova Cruz, R$ 107 milhões e Canguaretama, R$ 98 milhões. O potencial de consumo no interior potiguar passou de R$ 18,9 bilhões em 2010 para uma previsão de R$ 22,1 bilhões este ano, aumento de 17% no período. 

Num cálculo apressado – bem por cima – estima-se que os municípios do interior do RN receberam, no ano passado, perto de R$ 6 bilhões de três fontes de recursos: Fundo de Participação, Previdência Social e Bolsa Família.

0 comentários:

Postar um comentário

OS COMENTÁRIOS SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR.

REGRAS PARA FAZER COMENTÁRIOS:
Se registrar e ser membro do Blog; Se identificar (não ser anônimo); Respeitar o outro; Não Conter insultos, agressões, ofensas e baixarias; A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica; Buscar através do seu comentário melhorias para nossa cidade.

A BOCA FALA AQUILO QUE O CORAÇÃO ESTÁ CHEIO. E O NOSSO ESTÁ CHEIO DE AMOR! JUNTOS SOMOS MAIS.