quarta-feira, 18 de novembro de 2015

ELIMINATÓRIAS 2108: Brasil Vence Peru, e Vitória Alivia Pressão

Neymar, mais uma vez, não esteve bem e o Brasil esteve longe de ser brilhante. Mas, com boa atuação de Douglas Costa e bom jogo coletivo, a seleção soube se impor diante da frágil equipe do Peru, ontem, em Salvador. Com a vitória por 3 a 0 na Arena Fonte Nova, a equipe chegou aos sete pontos e fecha o ano na terceira colocação das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. O time agora só volta a se reunir em março, quando enfrentará Uruguai e Paraguai.

Meio-campista Renato Augusto marcou o primeiro gol com a camisa da Seleção Brasileira e se emocionou na hora da comemoraçãoMeio-campista Renato Augusto marcou o primeiro gol com a camisa da Seleção Brasileira e se emocionou na hora da comemoração

O Brasil jogou no 4-1-4-1. O "1" da defesa era Luiz Gustavo e o "1" do ataque era Neymar. O esquema é o mesmo que o técnico Tite. Dunga também apostou no entrosamento de três jogadores do time corintiano: Gil, Elias e Renato Augusto.

As mudanças deixaram o time mais solto. Elias, por exemplo, que na seleção costuma não ter o mesmo rendimento do Corinthians porque mal consegue mal passar do meio de campo, nesta terça-feira apareceu com frequência no ataque.

Willian aberto pela direita e Douglas Costa na esquerda deram mais profundidade ao jogo da seleção. E foi justamente em um jogada da dupla que o Brasil abriu o placar. Aos 21 minutos, Willian fez boa jogada e cruzou para o meio da área, onde estava Douglas Costa para completar para o fundo da rede.

Jogando centralizado, como um "falso 9", Neymar tinha liberdade e circulava por todos os setores do ataque. O problema é que, sempre acompanhado de perto por um ou dois marcadores, o craque tinha dificuldade para criar lances de perigo. Somente aos 44 minutos é que o atacante fez a sua primeira jogada de efeito, quando dominou no peito e deu uma bicicleta por cima do gol. Neymar, no entanto, estava impedido e a arbitragem anulou a jogada.

No segundo tempo, o panorama do jogo permaneceu inalterado. O Peru era praticamente inofensivo. Isolado, Guerrero era vigiado por Gil e Miranda. Quando a bola chegava a ele, rapidamente era desarmado.

No Brasil, Dunga inverteu as posições de Douglas Costa e Willian O time continuou dono do jogo e não demorou para ampliar a vantagem. Aos 12 minutos, Douglas Costa disparou pela direita e tocou para Renato Augusto, que vinha de trás, bater de primeira no canto. O jogador  se emocionou na comemoração e confessou que, devido as dificuldades que enfrentou, pensou que não seria mais convocado.

A seleção puxou o freio de mão e, mesmo assim ainda fez o terceiro gol. Aos 32 minutos, Douglas Costas soltou a bomba pela esquerda. O goleiro espalmou e, no rebote, Filipe Luís fechou o placar.

0 comentários:

Postar um comentário

OS COMENTÁRIOS SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR.

REGRAS PARA FAZER COMENTÁRIOS:
Se registrar e ser membro do Blog; Se identificar (não ser anônimo); Respeitar o outro; Não Conter insultos, agressões, ofensas e baixarias; A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica; Buscar através do seu comentário melhorias para nossa cidade.

A BOCA FALA AQUILO QUE O CORAÇÃO ESTÁ CHEIO. E O NOSSO ESTÁ CHEIO DE AMOR! JUNTOS SOMOS MAIS.