quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Novo Poço Confirma Petróleo em Águas Profundas no RN

A Petrobras afirmou nesta terça-feira (17) que um novo poço confirmou a existência de petróleo em águas profundas na área de Pitu, pertencente à Bacia Potiguar. O anúncio foi feito no início da noite de ontem.  A estimativa de produção e as próximas etapas  do processo exploratório, no entanto, não foram divulgadas.

Exploração de petróleo no mar é vista por analistas como oportunidade para alavancar produçãoExploração de petróleo no mar é vista por analistas como oportunidade para alavancar produção

A descoberta dessa acumulação, a primeira em águas profundas da Bacia Potiguar, foi comunicada pela estatal em 17 de dezembro de 2013. Três meses depois, em março de 2014, a Petrobras comprovou a descoberta, ao concluir a perfuração do “poço pioneiro” 1-BRSA-1205-RNS (1-RNS-158). Ontem, a estatal informou que a perfuração de um poço de extensão - utilizado para ampliar ou demarcar os limites da jazida - comprovou a ocorrência de petróleo na área.

Em nota à imprensa, a Petrobras afirmou que o novo poço, chamado 3-BRSA-1317-RNS, é o primeiro de extensão na área, em um local delimitado para o Plano de Avaliação da Descoberta (PAD) de Pitu.

O poço original, intitulado Pitu, localiza-se à uma distância de 55 quilômetros da Costa Potiguar e tem 1.731 metros. A profundidade final atingiu 5.353 metros. Na época, a Petrobras constatou uma coluna de hidrocarbonetos de 188 metros. Além disso, realizou testes de formação que confirmaram boas condições de permeabilidade e porosidade do reservatório. A partir dos resultados, então, a Estatal deu entrada na implantação do PAD, assim como prosseguiu com as atividades exploratórias.

O novo poço - de extensão - informalmente conhecido como Pitu Norte I, está localizado a 60 quilômetros do litoral do Rio Grande do Norte, em profundidade de água de 1.844 metros e profundidade final em 4.200 metros. Conforme a Petrobras, as análises de perfis e as amostras de fluído, que estão sendo analisadas em laboratório, fundamentaram a confirmação.

A Petrobras opera 2 blocos em aguas profundas na Bacia Potiguar. A concessão é denominada BM-POT-17 e é constituida de três blocos (dois no estado do Rio Grande do Norte e um no estado do Ceará). A Petrobras opera a concessão BM-POT-17 em parceria com portuguesa Petrogal e a BP (Petrobras 40%, BP 40% e Petrogal 20%).

0 comentários:

Postar um comentário

OS COMENTÁRIOS SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR.

REGRAS PARA FAZER COMENTÁRIOS:
Se registrar e ser membro do Blog; Se identificar (não ser anônimo); Respeitar o outro; Não Conter insultos, agressões, ofensas e baixarias; A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica; Buscar através do seu comentário melhorias para nossa cidade.

A BOCA FALA AQUILO QUE O CORAÇÃO ESTÁ CHEIO. E O NOSSO ESTÁ CHEIO DE AMOR! JUNTOS SOMOS MAIS.