sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Cenário Político Começa a se Definir na Disputa pela Prefeitura de Natal


Disputa pela prefeitura começa a se definir (Foto: Alberto Leandro/PortalNoar)
Disputa pela prefeitura começa a se definir

Com o período da janela partidária se aproximando – a troca de partido sem perda de mandato poderá ser feita ao longo do mês de março, as movimentações no xadrez político indicam quais nomes deverão estar na disputa pelo segundo maior orçamento do Rio Grande do Norte.

Mas não é só o orçamento que atrai os interessados na Prefeitura de Natal. A administração da capital, como tem demonstrado a história, catapulta ou enterra carreiras políticas. Vide os exemplos recentes. Carlos Eduardo Alves, que ainda nem terminou o primeiro mandato, já é citado como candidato natural à sucessão estadual em 2018. Por outro lado, a meteórica passagem da jornalista Micarla de Sousa demonstra as implicações resultantes de uma gestão desgastada.

Do cenário político de 2012, muito será reciclado. Além de Carlos Eduardo Alves, já confirmaram que estarão na disputa o deputado estadual Fernando Mineiro (PT) e o federal Rogério Marinho (PSDB).
Mineiro deverá começar a se dedicar com mais afinco ao projeto da prefeitura a partir do próximo mês, mas seu partido já vem gestando a ideia há muito tempo. Agora, o PT quer entrar em fase de alianças e já olha para tradicionais parceiros, como o PCdoB do vereador George Câmara, que acabou de deixar a gestão do governador Robinson Faria, de quem Mineiro é líder-demissionário na Assembleia Legislativa.

Rogério Marinho teve um desempenho sofrível em 2012, não tendo superado, sequer, o número de votantes que optaram por branco/nulo. Para 2016, contudo, ele conta com a onda antipetista que se espalha pelo país. Seu parceiro mais lógico, até aqui, é o DEM do senador José Agripino.

O deputado estadual Hermano Morais (PMDB) chegou em 2012 a ir ao segundo turno contra o prefeito Carlos Eduardo. Na época, ele tinha a seu favor o próprio partido e seus dirigentes. Neste ano, contudo, Henrique Eduardo Alves e Garibaldi Filho hipotecaram seu apoio ao atual prefeito. 

Hermano, por isso, busca uma legenda alternativa ao mesmo tempo em que suaviza o discurso na Assembleia Legislativa sobre o governo Robinson. Na semana passada, ele teve uma conversa de duas horas com o líder do Solidariedade, o deputado estadual Kelps Lima, e cogita-se a possibilidade dele ir para o SDD.

0 comentários:

Postar um comentário

OS COMENTÁRIOS SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR.

REGRAS PARA FAZER COMENTÁRIOS:
Se registrar e ser membro do Blog; Se identificar (não ser anônimo); Respeitar o outro; Não Conter insultos, agressões, ofensas e baixarias; A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica; Buscar através do seu comentário melhorias para nossa cidade.

A BOCA FALA AQUILO QUE O CORAÇÃO ESTÁ CHEIO. E O NOSSO ESTÁ CHEIO DE AMOR! JUNTOS SOMOS MAIS.