Canguaretama: CAMPUS IFRN APROVA OFERTA DE 12 NOVOS CURSOS

As ofertas são no âmbito da Formação Inicial e Continuada de trabalhadores
  
Na última reunião do Colegiado da Diretoria Acadêmica do Campus Canguaretama, realizada em 30 de março de 2016, aconteceu a aprovação de cursos de Formação Inicial e Continuada para trabalhadores, os chamados cursos FIC, conforme mostra o quadro a seguir:




Cursos
Coordenador
Caga Horária
01
Curso de inglês Básico para conversação – Modulo I
Luis de Melo Diniz
48h
02
Curso de inglês Básico para conversação – Modulo II
Luis de Melo Diniz
48h
03
História do corpo: Breves Apontamentos
Ana Cristina Pereira Lima
30h
04
Ditaduras no Brasil: Uma abordagem comparativa
Bruno Balbino Aires da Costa
60h
05
Matemática Básica
Francisco do Nascimento Lima
60h
06
Inglês como meio de Instrução
Helber Wagner da Silva
16h
07
Assistente técnico em Mecânica
Valério Fernandes de Azevedo
150h
08
Ostreicultura Sustentável
Anisia Karla de Lima Galvao
120h
09
Curso Básico em CLP
Valberio Gonzaga de Araujo
60h
10
Composição de Jardins Verticais
Sandra Maria Campos Alves
30h
11
Instalação de Canteiros Inteligentes
Sandra Maria Campos Alves
30h
12
Projeto Escola Apoiada
Curso: Educação Ambiental Agroecológicas
Sandra Maria Campos Alves
32h

Outros cursos FIC também já haviam sido aprovados em 2016, como Agente de Informações Turísticas (prof. Wagner Fernandes Costa), Ética, Filosofia, política e Diversidade (Prof. Alfredo Henrique Oliveira Marques) e de Capacitação para Desenvolvimento em WEB (prof. Bruno Gomes de Araújo). 

“A direção-geral do Campus Canguaretama foi feliz e perspicaz, quando decidiu criar uma coordenação específica para cursos FIC”, afirmou o diretor acadêmico e presidente do colegiado da Diretoria Acadêmica, o prof. Márcio Azevedo. Para o coordenador de cursos FIC do Campus Canguaretama, o professor Alysson Espedito de Melo, surpreende a quantidade de cursos propostos e aprovados, destacando ainda que isso é resultado de planejamento sistêmico do Campus, trabalho articulado entre as diretorias e coordenações, além do esforço coletivo e compromisso dos profissionais que fazem o corpo docente. “Com tantas ofertas, a comunidade sai ganhando”, afirmou o professor.