Rebelião em Alcaçuz pode ter mais de 30 detentos mortos


A rebelião na Penitenciária Estadual de Alcaçuz pode ter mais de 30 detentos mortos, de acordo com informações preliminares. O Gabinete de Gestão Integrada Estadual (GGI-E), mesmo após o fim do motim, permanece ativado, levantando informações e comandando as ações em andamento.

O governador Robinson Faria entrou em contato com ministro da Justiça, Alexandre de Morais, para que o Governo Federal acompanhasse a situação do Estado, e pediu reforço da Força Nacional no lado externo do presídio, o que foi autorizado prontamente.

Os detentos, que se rebelaram na tarde de ontem (14), se renderam na manhã deste domingo (15) após a Tropa de Choque da Polícia Militar entrar nos pavilhões. Segundo a Secretaria de Segurança, não houve troca de tiros.

Segundo o Instituto Técnico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep) será montada uma força tarefa para a identificação dos corpos com a vinda de legistas de outros estados para acelerar  os trabalhos.


Do Nominuto