Servidores do Ministério Público do RN reivindicam pagamento da data-base

Em-ato-no-MPRN

Em ato, na tarde desta quinta-feira (9), na Procuradoria Geral de Justiça, servidores e representantes do Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Rio Grande do Norte protestaram contra a data-base de 2016, que ainda não foi cumprida pelo Procurador-Geral de Justiça, Rinaldo Reis.

As perdas salariais já totalizam mais de 12%. O Sindsemp-RN conseguiu uma audiência com o PGJ para o dia 21 deste mês, com o objetivo de negociar o restante da data-base de 2015 (3,56%) e a de 2016 (8,97%). No acumulado, ainda não há perspectiva do que será feito para 2017. Para o secretário-geral da entidade sindical, Aldo Clemente,“essa é uma afronta à Lei Complementar 425/2010 e um descaso com todos os servidores do Ministério Público potiguar”, destacou.