RN Poderá Produzir álcool a Partir da Batata Doce


O advogado Milton Duarte, Diretor da Boa Vista Químicos e Fármacos, foi recebido pelo Presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales de Araújo, nesta segunda-feira (13). O motivo foi solicitar apoio à Instituição para fomentar seu projeto de produção de álcool a partir da batata doce.

Localizada em Santo Antônio do Salto da Onça, no Rio Grande do Norte, a empresa pertence à indústria de cosméticos, mas que está abrindo os horizontes de sua produção. “Pretendemos trabalhar colocando no mercado produtos inovadores”, afirmou Duarte.

A inciativa já existe no Brasil em usinas de outras regiões, que produzem o etanol a partir também do milho e batata doce, é o caso da Usina Sorriso, no Mato Grosso do Sul.

A raiz utilizada para a produção de álcool é chamada de BDI (Batata-Doce Industrial). Diferente da variedade que ocupa as gôndolas de supermercado, a BDI é rústica, disforme e com um tamanho desproporcional.