quinta-feira, 27 de abril de 2017

Audiência na ALRN Aponta Medidas Emergenciais para Reduzir Assassinatos no RN

marcia segurança

Os números crescentes de assassinatos nortearam os debates na audiência pública realizada nesta quinta-feira (27) no auditório da Assembleia Legislativa do RN. Com representantes de diversos segmentos da segurança pública do estado, municípios e instituições da sociedade civil, o encontro apontou a coordenação entre políticas repressivas e preventivas como melhor caminho para combater o avanço da violência no estado.

A socióloga e deputada estadual Márcia Maia, responsável por convocar a audiência, fez um preâmbulo sobre o cenário atual de violência, inclusive com dados estatísticos e destacou a importância da prevenção e da repressão como atividades capazes de garantir a redução dos números e a garantia da segurança da população.

“As políticas repressivas são importantes e requerem investimento adequado. Para funcionar, a polícia, seja Civil ou Militar, ou mesmo os agentes penitenciários, precisam de salário adequado, armas, coletes, diárias pagas em dia, carros em pleno funcionamento para desempenho das funções. Mas a violência vai além do “polícia-ladrão” e, para combatê-la, é preciso compreender as estruturas sociais, políticas e econômicas que sustentam os altos níveis de violência, como o tráfico de drogas, e promover uma política que envolva família e comunidade”, destacou Márcia.

Para realizar esse combate, no entanto, outra unanimidade se formou entre os presentes quanto maior obstáculo para empreender as iniciativas através das polícias Civil e Militar: a falta de efetivo. Segundo dados apresentados durante a audiência pelo especialista em segurança pública Ivênio Hermes, a Zona Oeste aparece com a região com maior número de assassinatos este ano.

0 comentários:

Postar um comentário

OS COMENTÁRIOS SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR.

REGRAS PARA FAZER COMENTÁRIOS:
Se registrar e ser membro do Blog; Se identificar (não ser anônimo); Respeitar o outro; Não Conter insultos, agressões, ofensas e baixarias; A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica; Buscar através do seu comentário melhorias para nossa cidade.

A BOCA FALA AQUILO QUE O CORAÇÃO ESTÁ CHEIO. E O NOSSO ESTÁ CHEIO DE AMOR! JUNTOS SOMOS MAIS.