quinta-feira, 11 de maio de 2017

Professor de biologia é morto a tiros na Grande Natal

Vítima foi assassinada no início da noite desta quarta-feira (10) em Parnamirim. Ediudson de Lucena era professor de biologia e trabalhava em um cursinho em Natal.

Ediudson de Lucena era professor de biologia em um cursinho (Foto: Arquivo Pessoal )Ediudson de Lucena era professor de biologia em um cursinho (Foto: Arquivo Pessoal )
Ediudson de Lucena era professor de biologia em um cursinho (Foto: Arquivo Pessoal )
Um professor foi morto a tiros no início da noite desta quarta-feira (10) no bairro Emaús, em Parnamirim, na Grande Natal. De acordo com a Polícia Militar, Ediudson de Lucena Costa, de 32 anos, morreu na hora. Próximo ao carro foram encontradas cápsulas de calibre 9 e 12 milímetros.
Vítima foi atingida por pelo menos quatro tiros e morreu na hora (Foto: Divulgação/PM)Vítima foi atingida por pelo menos quatro tiros e morreu na hora (Foto: Divulgação/PM)
Vítima foi atingida por pelo menos quatro tiros e morreu na hora (Foto: Divulgação/PM)
Ediudson de Lucena era professor de biologia e trabalhava em um cursinho em Natal. De acordo com a PM, testemunhas contaram ter ouvido disparos e quando saíram na rua viram o homem baleado dentro de um carro. No veículo, a polícia encontrou livros e apostilas de colégios.
Não há informações sobre quem cometeu o crime. O caso aconteceu por volta das 18h na Rua Santa Maria. O professor foi perseguido por homens em outro veículo, que trancaram o carro dele e atiraram contra. Uma ambulância do SAMU chegou a ir ao local, mas o homem já estava sem vida. De acordo com a PM, a vítima foi atingida por pelo menos quatro disparos

0 comentários:

Postar um comentário

OS COMENTÁRIOS SÃO DE EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE DO AUTOR.

REGRAS PARA FAZER COMENTÁRIOS:
Se registrar e ser membro do Blog; Se identificar (não ser anônimo); Respeitar o outro; Não Conter insultos, agressões, ofensas e baixarias; A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica; Buscar através do seu comentário melhorias para nossa cidade.

A BOCA FALA AQUILO QUE O CORAÇÃO ESTÁ CHEIO. E O NOSSO ESTÁ CHEIO DE AMOR! JUNTOS SOMOS MAIS.