Assessores do Governador do RN, Robinson Faria, Vão Continuar Presos, Decide STJ

Adelson Reis, o Zé Bonitinho, é dos assessores de Robinson Faria presos na Operação Anteros


O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Raul Araújo, que determinou a Operação Anteros, deflagrada pela Polícia Federal no Rio Grande do Norte na terça-feira (15), negou pedidos das defesas e manteve as prisões dos dois assessores do Governador Robinson Faria (PSD): Adelson Reis e Magaly Cristina.


Adelson segue preso no Quartel da Polícia Militar. Já Magaly, está no Complexo Penal João Chaves, na Zona Norte de Natal.


A Operação Anteros tem como principal alvo o Governador Robinson Faria, que teve mandados de busca e apreensão cumpridos em suas residências na Praia de Areia Preta, em Natal, e no Condomínio Porto Brasil, em Pirangi. E ainda em seu gabinete na Governadoria, bem como em um anexo da Assembleia Legislativa.


Anteros é uma continuação da Operação Dama de Espadas, deflagrada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte, para apurar desvio milionário na Assembleia Legislativa, que terminou subindo ao STJ por envolver pessoas com foro privilegiado, como o Governador, e também pelo fato das delações premiadas da ex-procuradora-geral Rita das Mercês, e do filho Gustavo Navarro, terem sido feitas ao Ministério Público Federal (MPF).


Um outro filho de Rita das Mercês, Gutson Reinaldo, que ocupou o cargo de Diretor no IDEMA-RN, é apontado pelo Ministério Público como integrante da Operação Candeeiro, que apura desvio milionário no órgão estadual. Ele também já tinha feito delação premiada e comprometido o Governador Robinson Faria e o deputado afastado Ricardo Motta.


O conteúdo da delação de Rita das Mercês segue em sigilo no STJ, mas informações obtidas pelo blog dão conta de que envolve integrantes não só dos Poderes Executivo e Legislativo, como do Judiciário.




#Fonte: Blog TN

Comentários