Atendado Em Barcelona: 13 Pessoas Mortas

barcelona nova

Pelo menos 13 pessoas morreram e mais de 50 ficaram feridas no atentado ocorrido nesta quinta-feira (18) em Barcelona, quando uma van atropelou dezenas de pedestres em uma das principais zonas turísticas da cidade, informaram há pouco as autoridades regionais da Catalunha. A informação é da EFE.

UE e EUA lamentam ataque em Barcelona e oferecem ajuda à Espanha
Os Estados Unidos, a União Europeia (UE) e a Bélgica expressaram solidariedade hoje (17) às vítimas do atentado em Barcelona que deixou pelo menos dois mortos e 20 feridos. O secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, lamentou em entrevista coletiva o atropelamento e ofereceu ajuda às autoridades espanholas na investigação do ocorrido.. A informação é da EFE.
O presidente do Parlamento Europeu (PE), Antonio Tajani, também manifestou “solidariedade às vítimas do atentado terrorista e apoio total às autoridades. Toda a UE está unida em defesa da paz”, escreveu ele em sua conta no Twitter.

O presidente da bancada de Socialistas e Democratas do Parlamento Europeu, Gianni Pittella, afirmou na mesma rede social que “a UE não se deixará vencer pelo pesadelo do terrorismo. Estaremos sempre com as vítimas e contra os sanguinários terroristas”, disse.

O líder do Partido Popular Europeu, Manfred Weber, também mostrou apoio às vítimas do ataque terrorista e ao povo espanhol. “Lutaremos lado a lado contra o terrorismo e ganharemos esta batalha”, escreveu.

A comissária de Comércio da UE, a sueca Cecilia Malmström, também se pronunciou na rede social. “Os nossos pensamentos estão com as vítimas e com as pessoas afetadas”, afirmou. Também os clubes de futebol da cidade, o FC Barcelona e o Espanyol, lamentaram o atentado terrorista e demonstraram apoio às vítimas.
Pelo menos duas pessoas morreram e outras 20 ficaram feridas no atentado terrorista desta quinta-feira na área turística de Las Ramblas da capital catalã, ao serem atropeladas por uma van em uma via de grande fluxo de pedestres.
* Com informações da agência EFE.

Comentários