Ministro do STF, Edson Fachin Rejeita Suspeição e Mantém Janot nos Processos Contra Michel Temer


 Janot, que deve deixar o comando da PGR no próximo dia 17, deverá apresentar uma nova denúncia contra o peemedebista, algo que o Planalto tenta evitar a todo custo.

O pedido de suspeição foi feito no dia 8 de agosto soba alegação de que Janot age de forma pessoal em ações contra o peemedebista. Na decisão, Fachin entendeu que não houve indícios de parcialidade de Janot durante as investigações contra Temer.
No mês passado, Janot denunciou Temer ao Supremo pelo crime de corrupção passiva. O processo acabou sendo arquivado pela Câmara, depois que Temer comprou o apoio de deputados com cargos e emendas parlamentares.

A acusação foi baseada nas investigações iniciadas a partir do acordo de delação premiada da JBS. O áudio da conversa gravada pelo empresário Joesley Batista, um dos donos da empresa, com o presidente, em março, no Palácio do Jaburu, também foi uma das provas usadas no processo.

Comentários