Governador do RN Deixou a UERN Órfã Mais Uma Vez


Na condição de Chanceler da UERN, o governador Robinson deveria ter comparecido à Assembleia Legislativa da instituição, realizada nesta quinta-feira (28). No entanto, pelo terceiro ano consecutivo, Robinson não compareceu à solenidade, deixando a Universidade órfã, mais uma vez.

Nos três anos em que está ocupando o cargo de governador, e também Chanceler da UERN, Robinson nunca compareceu ao evento. Neste ano, para representar o governador do Estado, foi enviado o subsecretário de educação, Mariano Tavares. Em 2016, a representante do governador tinha sido a própria secretária Cláudia Santa Rosa. Já em 2015, o governador sequer enviou representante.
O problema é que o cargo de Chanceler é exclusivo do governador, e embora o “representante” esteja “representando” o governador, o Chanceler levou falta.

O mais curioso é que o governador Robinson Faria assumiu o cargo afirmando em seu discurso que a UERN é o maior patrimônio do RN, e tem dado sucessivas provas de que sua atenção para com a Universidade fica somente no discurso. O desrespeito com a instituição não fica somente nas faltas em solenidades, mas na falta de investimentos, de valorização dos servidores, e em uma campanha institucionalizada contra a Universidade, colocando-a como um peso para o Estado e ameaçando a privatização.

Em meio a vaias, o professor Mariano levou para a capital um recado dos professores da instituição: “Governador, pague nossos salários em dia!”.





#Fonte: RN Mais