Manifestantes Fazem Protestos no Rio Grande do Norte Contra Reforma Trabalhista



Manifestantes fazem protestos no Rio Grande do Norte contra reforma trabalhista; 10 de novembro de 2017 (Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV Cabugi) 
Entidades sindicais ligadas, principalmente, à Central Única dos Trabalhadores do Rio Grande do Norte (CUT-RN), promovem atos nesta sexta-feira (10), escolhido como dia de mobilização contra a reforma trabalhista, que entra em vigor no sábado (11).
Em Natal, grupos de sindicalistas se reuniram em frente a Governadoria, no Centro Administrativo, durante a manhã. 
Na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, os técnicos administrativos paralisaram as atividades nesta sexta (10) contra as reforma as reformas trabalhista e da previdência do governo do presidente Michel Temer. 

Em frente ao Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, a mobilização foi dos sindicatos dos servidores estaduais da saúde, médicos e dentistas. Eles armaram tendas para se manifestar pelo mesmo motivo, as medidas do Governo Federal. Os servidores estaduais também protestaram contra os salários atrasados. 

À tarde, representantes de sindicatos, de partidos políticos e organizações de minorias saíram nas ruas na Zona Leste de Natal, em caminhada. Segundo a organização, cinco mil pessoas participaram do ato.

Mossoró

Em Mossoró, na região Oeste, participaram do ato servidores da Petrobras, Detran, Ufersa e Ifrn, da Uern, do INSS, professores da rede estadual, policiais militares, servidores municipais e também movimentos populares como MST, além de centrais sindicais como CUT e CTB. 



A concentração aconteceu próximo à ponte na Avenida Presidente Dutra e a manifestação percorreu ruas do Centro de Mossoró.