Compulsão por Compras Pode Estar Relacionada à Ansiedade


Com a chegada das festas de fim de ano, troca de presentes, e pagamento do décimo terceiro, parece impossível resistir aos objetos de desejos expostos nas vitrines. Confraternizar e presentear são atitudes saudáveis, porém é importante não deixar o ato de ir às compras passar do ponto. Por isso, os especialistas recomendam: se é difícil controlar os gastos, é necessário ter atenção. 

Segundo pesquisa do Programa para Compradores Compulsivos do Pró-Amiti, estima-se que os pacientes que apresentam esse comportamento representam 5% da população geral, sendo que é identificado com maior frequência entre as mulheres.

A compulsão por compras tem nome e diagnóstico. É chamada de onimania. De acordo com a professora de Psicologia da Estácio, Marianna Lucenna, quando o consumo prejudica a vida social e é acompanhada de um descontrole financeiro, é hora de se preocupar e analisar a situação. 

“Na época natalina sempre há um consumo maior. Mas, se comprar está associado à ansiedade ou sentimento de tristeza, frequentemente, isto pode ser um problema, pode ser um transtorno compulsivo”, avalia a psicóloga.