DÁ-LHE TEMER: Governo Veta Socorro Financeiro de R$ 600 milhões ao RN que Seria Usado Para Pagamento de Salários Atrasados



Reportagem do Estadão destaca que o Ministério da Fazenda vetou o socorro financeiro de R$ 600 milhões do Governo Federal ao Rio Grande do Norte. A operação seria feita por meio de repasse de recursos do orçamento, que seria usada para o pagamento de salários atrasados dos servidores. 
De acordo com a publicação, ministério enviou uma carta ao governador do estado, Robinson Faria (PSD), comunicando a decisão e diz que “a negativa abriu uma crise com o governo estadual, que tinha conseguido o patrocínio do Palácio do Planalto para a operação e esperava ver o dinheiro até o fim deste ano”.


Ainda de segundo o Estadão, o secretário executivo da Fazenda, Eduardo Guardia, argumenta no documento que parecer do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (MP-TCU) inviabilizava a operação.


Os atrasos salariais provocaram a paralisação de algumas categorias no estado. Os servidores estaduais da saúde estão em greve desde o último dia 13 de novembro. Na mesma situação se encontra os professores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Os docentes entraram em greve no dia 10 de novembro.



Já os policiais militares deflagraram a Operação Segurança com Segurança. Eles não estão indo as ruas desde a última terça-feira, 19. Além dos salários atrasados, a categoria cobra melhores condições de trabalho.