DESIGUALDADE BRASIL: 1% da População Ganha 36 vezes Mais que a Metade Mais Pobre

Os índices de desigualdade no Brasil ainda são muito graves e profundos, conforme revelou a Pesquisa Nacional de Amostras por Domicílio, a Pnad 2016, divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o levantamento, os brasileiros que pertencem a parcela dos que tem mais rendimentos receberam, no ano passado, 36 vezes mais que os 50% mais pobres.

De acordo com a Pnad, o rendimento médio mensal da metade mais pobre foi inferior a um salário mínimo. Enquanto a pequena fatia mais rica tinha rendimento médio mensal de 27.085 reais no ano passado, os 50% mais pobres receberam em media apenas 747 reais. Segundo o coordenador do IBGE, Cimar Azeredo, quando comparado a outros países, o Brasil é ainda mais desigual.