Senadora Fatima Bezerra, RN, Critica Não Pepasse aos Municípios, Pelo "governo" de Michel Temer



A senadora Fátima Bezerra disse que recebeu com indignação o anúncio do governo de Michel Temer de que não cumprirá a promessa de repassar os R$ 2 bilhões do chamado Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM) ainda este ano. O montante deveria ter sido disponibilizado às prefeituras desde ontem, segundo assegurara o próprio governo, mas um revés dando conta de que a operação não seria possível via Medida Provisória foi anunciado pelos auxiliares de Temer. A senadora questiona a justificativa do Planalto.

“Somente agora, nos 45 minutos do segundo tempo, o governo ilegítimo informa aos prefeitos que não cumprirá com sua palavra. Essa história de que o repasse será impossível via MP e que somente após o recesso parlamentar vai ser possível executar uma nova operação tem dois nomes: chantagem e reforma da previdência”, criticou a senadora. 


 Ela acredita que o governo Temer vai tentar pressionar os parlamentares a votarem favoráveis à reforma da previdência condicionando-a ao repasse às Prefeituras. “Essa desculpa de inviabilidade técnica nós do RN já conhecemos”, acrescentou a senadora, referindo-se ao não repasse dos R$ 600 milhões garantidos pelo governo federal ao estado e inviabilizados sob a justificativa de defeito técnico.

Com a negativa do governo federal em não liberar a ajuda financeira em 2017, muitas prefeituras do Rio Grande do Norte irão fechar o ano com o balanço negativo. Eram esperados R$ 49,58 milhões, a serem distribuídos entre os 167 municípios do estado. Os recursos do AFM seriam utilizados, entre outras coisas, para fechar folha de pessoal. “O resultado disso é mais salários atrasados, inadimplência junto aos prestadores de serviços, entre outras dificuldades”, assinalou a senadora.