No interior do RN, Alunos de Baixa Renda Pagam Combustível que Abastece Ônibus Para Irem Estudar


Foto/Ilustrativa
 
Os estudantes universitários de Severiano Melo estão vivendo um drama no transporte escolar até a cidade de Pau dos Ferros, onde cursam o ensino superior. Por falta de condições financeiras, eles não sabem até quando irão manter o transporte funcionando.
 
O estudante do curso de Licenciatura em Química pelo IFRN, Júnior Nunes, conta que cada universitário contribui com R$ 50 por mês para pagar o combustível do ônibus, enquanto que a Prefeitura cede um ônibus alugado e o motorista.

 Entretanto, muitos dos estudantes não possuem renda fixa ou depende dos pais, e acabam atrasando o pagamento, o que prejudica toda a classe. “A maioria de nós não trabalhamos e acabamos dependendo dos nossos pais para pagar a mensalidade. Aqui, como a cidade é pequena, a renda é pouca”, explicou Júnior Nunes.

 Por conta disso, cada dia é uma nova expectativa. Eles precisam de R$ 110 por dia para abastecer o ônibus e, como nem todos possuem o dinheiro na data certa, eles precisam contar com a sorte. “Até agora não sabemos se vamos hoje, pois ainda não arrecadamos o valor suficiente”, acrescentou o estudante.

 Situação semelhante é vivida pelos estudantes que cursam o IFRN em Apodi. Neste caso, a taxa é um pouco maior, no valor de R$ 150 mensais, e a Prefeitura contribui com R$ 2 mil.





#Fonte: Portal no AR