Assembleia Legislativa Vai Debater Potenciais do Descobrimento do Brasil no RN

O debate sobre o descobrimento do Brasil voltou ao noticiário e deverá ser objeto de discussão pela Assembleia Legislativa. Os mais recentes trabalhos sobre o tema reforçam a tese de que o País foi descoberto no Rio Grande do Norte, e não na Bahia.

Por proposição do deputado Carlos Augusto Maia (PSD), assunto será discutido na cidade onde o Brasil realmente teria sido descoberto: Touros, que recebe audiência pública no dia 10 de abril, no Fórum Municipal Desembargador Paulo Soares.

“Trata-se de uma reparação necessária ao nosso Estado. As potencialidades turísticas que podem resultar a partir desse assunto são inestimáveis. Veja como Porto Seguro, na Bahia, obteve importantes conquistas econômicas com esse assunto. Temos o dever de levar esse debate para dentro da Assembleia Legislativa”, destacou o deputado Carlos Augusto Maia.

A tese de que o Rio Grande do Norte foi o começo do Brasil já tinha ganhado adeptos na década passada. Ela ganhou força depois que o jornalista Alexandre Garcia, da Rede Globo, passou a defendê-la publicamente.

Os primeiros trabalhos sobre o assunto surgiram em 1998, quando o historiador Lenine Pinto reuniu evidências sobre o assunto no livro “A Reinvenção do Descobrimento”. Agora, mais um livro reforça essa tese. A obra “1500 – De Portugal ao Saliente Potiguar”, de Manoel de Oliveira Cavalcanti Neto consolida o pensamento sobre o descobrimento no RN.