ELEIÇÕES 2018: Sem Lula, Brasil Pode ter um Ilegítimo no poder, Aponta Especialista

Ricardo Stuckert
Advogado especialista em direito eleitoral e direitos políticos, Ricardo Penteado afirma em artigo publicado na Folha neste domingo 11 que, "a despeito dos votos que obtenha, a participação de Lula termina no primeiro turno e ele não conseguirá chegar ao segundo sem um registro definitivo".

"Quanto mais sucesso Lula venha a fazer junto ao eleitorado, menos votos precisam ter os demais candidatos para uma eventual definição do eleito no primeiro turno", explica, colocando a chance de um candidato de direita ser eleito com míseros 23% do eleitorado; "Que legitimidade terá?", questiona.




#Fonte: Brasil 247