EUA e Aliados Atacam a Síria Após Uso de Armas Químicas


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira 13 que lançou uma ofensiva aérea contra a Síria, em represália ao suposto ataque químico que matou 40 pessoas na semana passada. A Casa Branca diz que o ato em questão teria sido ordem do ditador sírio, Bashar al-Assad.

Segundo Trump, o lançamento de 58 mísseis liderado por Washington teve como objetivo destruir cerca de um quinto da Força Aérea síria. A ação teve participação de militares do Reino Unido e da França, que anunciaram apoio aos EUA há dois dias.
O presidente americano também afirmou que uma ação coordenada com esses aliados está em curso, integrando esforços militares, diplomáticos e econômicos dos governos das três nações.

Em entrevista coletiva uma hora depois, porém, o secretário da Defesa, James Mattis, e o general Joseph Dunford, chefe do Estado-Maior conjunto, afirmaram que a ação da madrugada deste sábado em Damasco (22h em Brasília) era pontual e não teria continuidade a menos que o regime repetisse atrocidades.